Voltar ao
site da CUT

VOLTAR

Confira os vencedores do 1º Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre

A primeira edição do Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre já tem seus vencedores. O processo de votação popular neste hotsite durou 30 dias (1º a 30 de novembro), recebendo votos de todo o país.
Os candidatos foram escolhidos pela CUT com a colaboração de pessoas que notadamente são vinculadas às causas da democracia, dos direitos humanos e do exercício das liberdades no Brasil.
Os vencedores receberão o prêmio em cerimônia que acontecerá no próximo dia 13 de dezembro, às 19h30, no TUCA (Teatro da Universidade Católica), em São Paulo, quando também os demais candidatos serão homenageados.
Na ocasião, também serão homenageadas as quatro pessoas que colaboraram com a CUT na definição dos candidatos. São elas: Denise Fon (jornalista, anistiada política e membro do Grupo Tortura Nunca Mais), Emir Sader (sociólogo), José Dirceu (advogado, ex-deputado federal, ex-ministro da Casa Civil e ex-presidente da União Estadual dos Estudantes), e Rildo Marques (diretor do Movimento Nacional de Direitos Humanos e membro do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana/SP).
A solenidade será conduzida pelos atores Paulo Betti e Ester Goes e será aberta com show do músico Wagner Tiso. Terá também a participação do Teatro Popular União e Olho Vivo.


Veja aqui quem são os vencedores do 1º Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre

Categoria 1 – Personalidade de destaque na luta pela Redemocratização do Brasil:

RosalinaROSALINA DE SANTA CRUZ
Rosalina é Assistente Social e professora doutora da Faculdade de Serviço Social da PUC/SP. Feminista, atuou desde a década de 1970 no Movimento de Mulheres. Foi uma das editoras do Jornal Brasil Mulher. Foi presa política no período da ditadura militar e seu irmão, Fernando, é um dos desaparecidos políticos daquela época. Ela integrou a Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos. Depois, engajou-se na luta pela Anistia, sendo uma das ativistas do Comitê Brasileiro pela Anistia. Participou das lutas em defesa da LOAS (Lei da Assistência Social) e do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).




Categoria 2 – Personalidade de destaque na luta por Democracia, Cidadania e Direitos Humanos:

FREI BETTOFREI BETTO
Frei dominicano e autor de 54 livros editados no Brasil e no exterior, Frei Betto é militante de movimentos sociais pelos direitos humanos na América Latina. Foi preso político da ditadura militar. Foi assessor especial do presidente Lula e coordenador da Mobilização Social do Programa Fome Zero.  Foi coordenador da Anampos (Articulação Nacional dos Movimentos Populares e Sindicais) e participou da fundação da CUT e da Central de Movimentos Populares. Assessorou o MST, Comunidades Eclesiais de Base e Pastoral Operária do ABC, entre outras organizações.  É membro do conselho consultivo da Comissão Justiça e Paz de São Paulo. Nos últimos anos, recebeu 15 prêmios no Brasil e no exterior por sua luta incansável em prol dos Direitos Humanos.




Categoria 3 – Personalidade de destaque na luta por Democracia e Direitos dos Trabalhadores

MARIA DA PENHAMARIA DA PENHA
A cearense Maria da Penha é Farmacêutica e símbolo do combate à violência doméstica no Brasil. Em 1983, foi vítima de violência doméstica por parte de seu marido, que lhe desferiu um tiro nas costas enquanto dormia, deixando-a paraplégica. Lutou por justiça por quase 20 anos e, não obtendo resposta, denunciou o Brasil na Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA). Isso resultou na condenação internacional do nosso país.  Como decorrência de sua luta, foi criada a lei 11.340/06 - Lei Maria da Penha - de punição à violência contra a mulher, em vigor desde 2006.




Categoria 4 – Personalidade de destaque na luta por Democracia e Justiça no Campo

DOM PEDRO CASALDÁLIGADOM PEDRO CASALDÁLIGA
Espanhol radicado no Brasil desde 1968, Dom Pedro Casaldáliga é bispo emérito de São Félix do Araguaia (Mato Grosso). Por sua postura em defesa dos direitos humanos, foi alvo de perseguição pela ditadura militar e recebeu inúmeras ameaças de morte, por apoiar trabalhadores rurais e a luta pela reforma agrária. O bispo também é um dos fundadores da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do Conselho Indigenista Missionário (CIMI).




Categoria 5 – Instituição de destaque na luta por Democracia e Liberdade

MSTMOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA (MST)
O Movimento dos Sem Terra foi criado em 1984, com o objetivo de intensificar a luta pela reforma agrária no Brasil e buscar a justiça no campo. O Movimento pretende que o país adote medidas contra a concentração fundiária, garantindo a inclusão social dos trabalhadores no campo.




Categoria 6 – Personalidade de destaque na luta por Democracia e Liberdade (escolhida pela CUT com colaboradores do Prêmio)

LULALUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Referência para os movimentos sindical e social, Lula é uma das mais importantes referências para a história recente do Brasil. Líder metalúrgico, na década de 1970 esteve à frente das greves que desafiaram o regime militar no ABC paulista e que mudaram o sindicalismo no país. Fundou o Partido dos Trabalhadores e foi um dos principais articuladores para a fundação da Central Única dos Trabalhadores. Foi eleito deputado Constituinte em 1986. Elegeu-se presidente da República em 2002, cargo para o qual foi reeleito em 2006. Em seus oito anos de mandato, promoveu profundas mudanças no Brasil, conciliando o desenvolvimento econômico com o social, que tirou milhões de cidadãos da condição da miséria. Hoje Lula é referência mundial em programas sociais, como o de combate à fome e à miséria, e carrega a marca de ter sido o presidente com maior aprovação da história do país.